Como a Psicologia Analítica pode te ajudar? – Breve apresentação

A Psicologia Analítica ou Psicologia Junguiana tem como objeto de estudo a psique humana, que permite observar o aspecto consciente,  mas também o Inconsciente, a sua parte desconhecida, que concentra um grande pedaço de sua vida psicológica. No inconsciente podem estar gravados fenômenos internos carregados de intensos afetos que te desorganizam. Normalmente, a base de toda essa (des)estrutura está em sua biografia, ou seja, tudo que lhe aconteceu desde a sua infância. Mas isso não significa que a terapia é focada nela, porque as associações com este período de vida acontecerão naturalmente, conforme o processo de cada indivíduo. Quando elas acontecem, geralmente tem uma função psicológica maior, pois compreendendo esses complexos eles tendem a diminuir gradativamente a força, e assim, pode haver mais espaço para que os aspectos sadios se manifestem.

Então, a psicoterapia com orientação Analítica observa suas vivências externas olhando para as vivências internas, aquilo está inconsciente mas ativo, direcionando sua vida sem que você se dê conta. O objetivo da análise é conhecer todas essas dinâmicas e facilitar a organização interna, que possibilita maior clareza no caminho da autorrealização e na verdade é o foco principal do trabalho, apesar dele necessitar dessas etapas anteriormente ditas. Então o ritmo da análise será muito individual, visto que cada sistema psicológico tem sua própria dinâmica, pois mesmo que seja semelhante, nunca será idêntico.

O processo de psicoterapia é realizado por meio do diálogo, e análise dos sonhos, mas outras ferramentas podem ser utilizadas, como técnicas expressivas ou imaginação ativa. Porém, só serão utilizadas conforme a aptidão do profissional, e também conforme a necessidade do processo.  

O criador dessa abordagem foi Carl Gustav Jung. Seu trabalho foi fruto de sua própria vivência e dedicação ao estudo “teórico-prático” da alma humana. Ele mesmo vivenciou um profundo e minucioso processo de autoconhecimento, e integrava sentido a tudo que vivia. Deixou uma vasta obra com valioso conteúdo para quem deseja aprender baseado em sua visão. Ensinou que é preciso conhecer nossa realidade interna e viver a nossa parte única em meio à realidade externa e coletiva.  Somente assim é possível caminhar na direção de uma verdadeira autorrealização, processo construído continuamente durante toda a vida. Para isso, a análise (com um terapeuta naturalmente dedicado) é um dos caminhos facilitadores. O terapeuta será um companheiro de jornada, mas precisa estar percorrendo a sua própria caminhada, conhecer e cuidar de suas próprias feridas e estar disposto a caminhar com o outro quando o mesmo lhe solicitar companhia. 

Estou à disposição para dúvidas e esclarecimento.

Atenciosamente, e com carinho

Carolina Carazza

Referências:

JUNG,C.G. Fundamentos de Psicologia Analítica. Petrópolis: Vozes, 2001.

JUNG,C.G Memórias, sonhos e reflexões: Nova Fronteira,2016.